Oftamologia

Acesse o currículo da Dra. Marcela Cypel e conheça mais sobre suas experiências na area da oftalmologia.


Oftalmogeriatria

A visão após os 60 anos,

envelhecendo com boa visão.


O que é a oftalmogeriatria e como surgiu?

Diante do aumento populacional de idosos no mundo e no Brasil, os termos Oftalmogeriatria e Oftalmogerontologia vêm ganhando espaço. Termos recentes no vocabulário que mostram o olhar específico da oftalmologia para o envelhecimento, direcionando de forma particular as subespecialidades oftalmológicas para a população de idosos.

Afinal, se considerarmos uma vida de 80 anos, verificamos que cerca de 20% será vivida na infância e cerca de 30% na velhice, devemos ter conhecimento das peculiaridades dos pacientes, das doenças e dos instrumentos que a sociedade dispõe para cada uma destas faixas etárias.

Qualidade de visão representa qualidade de vida e manutenção da autonomia durante a velhice. Trabalhos indicam o impacto e a interferência negativa da baixa visual na qualidade de vida e na manutenção da saúde mental do idoso, favorecendo um isolamento do indivíduo pela perda do controle sobre o ambiente à sua volta e pelo medo de sair de casa.

Estudos colocam que a principal queixa oftalmológica pelos idosos é a vontade de retorno à leitura e escrita, afirmando a sua importância na comunicação e integração socioeconômica. A piora visual aumenta o risco de queda, de depressão e favorece a internação em asilos, aumentando a dependência social.

Nos países desenvolvidos, 75% da população mundial de deficientes visuais têm mais de 60 anos (Organização Mundial da Saúde - OMS, 2008).

A proporção descrita é de 1 deficiente visual para 3 pessoas com baixa visão. Os cegos com idade acima de 60 anos serão cerca de 54 milhões até 2020. A Visão Subnormal é definida como acuidade visual (AV) entre 20/70 a 20/400 (vê entre a 1ª. e a 3ª. linha de cima da tabela de Snellen) e a cegueira é definida como AV menor que 20/400 (vê menos que a 1ª. linha da tabela de Snellen) podendo ser até ausência de percepção luminosa, no olho de melhor visão, com a devida correção óptica (as classes de visão subnormal e cegueira têm subclasses definidas no CID-10).

No Brasil os dados de trabalhos da área clínica mostram que a queixa de "má visão" entre os idosos com mais de 60 anos é frequente, aparecendo em cerca de 40% desta população. Entre os principais problemas de visão que atingem a terceira idade está à catarata, o glaucoma, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e a correção adequada de óculos ou erro refracional não corrigido.

Este último item vem ganhando espaço e somente há pouco tempo foi conferida uma maior importância dos erros refrativos como causa de baixa visão e cegueira reversíveis. Trabalhos mostram que inúmeras pessoas no mundo estavam sendo classificadas com baixa visão ou cegas por erros refrativos não corrigidos (não uso de óculos, uso de óculos inadequados ou desatualizados) sendo que se passasse a usar os óculos corretos sairiam dessa condição de indivíduos com baixa visão ou cegos.

Em alguns trabalhos o erro refracional chegou a ser a segunda causa de cegueira tratável; a primeira ainda é a catarata. A mudança na forma de valorizar os erros refracionais fez com que a Organização Mundial de Saúde – (OMS) colocasse como prioridade a eliminação deste tipo de cegueira reversível, incluindo-a no "Projeto Visão 20/20 – Right to Sight".

Desta forma, devemos divulgar e reforçar a ideia da importância em se manter o exame oftalmológico atualizado. Após os 60 anos aumentam a chance e a incidência das doenças acima descritas (catarata, glaucoma, degeneração macular e erros refrativos).

A atualização dos óculos pode ser uma atitude simples, conservadora e que pode permitir a melhora de algumas linhas de leitura, melhor identificação do rosto das pessoas e leitura de placas (para dirigir, por exemplo). Acreditamos que a troca de óculos é válida se acrescentar linhas na visão e/ou forem identificadas, que os óculos estão tortos ou com lentes inadequadas.

Envelhecimento ocular não significa necessariamente piora da visão. É verdade que ela sofre um declínio de qualidade com o passar dos anos, mas a Oftalmologia tem cada vez mais recursos clínicos e cirúrgicos de contornar muitas das alterações que ocorrem.

O envelhecimento ocular é um fato a ser encarado, mas sem a ideia pré-concebida de que todo idoso naturalmente irá enxergar mal. Devemos sim pensar que o idoso pode desfrutar de uma vida acompanhada de boa visão, aproveitando-se de todos os novos recursos fornecidos pelo desenvolvimento da oftalmologia.

** As informações acima colocadas tem caráter apenas informativo; não devendo ser generalizado para todo paciente e não dispensando o exame médico oftalmológico para diagnóstico e orientação do tratamento a ser realizada em cada caso.





Clínica de Oftalmologia e Neurologia da Infância e Adolescência

Rua Pais Leme, 524 - 13º andar - Cj: 133 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP: 05.424-010

Realizamos atendimento e tratamento oftalmológico de: Ametropias (Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo), Blefaroplastia, Catarata, Ceratocone, Cirurgia refrativa, Conjuntivite, Crosslink, Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), Descolamento do Vítreo, Glaucoma, Injeções Intraoculares, Lente de contato, Maculopatias, Mapeamento Retina, Moscas Volantes, Oftalmogeriatria, Oftalmopediatria, Olho Seco, Retinopatia Diabética, Toxina Botulínica (Botox®), Toxoplasmose, Transplante de Córnea, Uveíte, Vias Lacrimais, Visão Subnormal e outros.

Realizamos atendimento e tratamento neurológico de: inquietude – hiperatividade, agressividade, dificuldades na aquisição de leitura e escrita, dificuldades atencionais, dificuldades na Linguagem (Fala), autismo, atrasos no desenvolvimento, epilepsias, paralisia cerebral, cefaleias, alterações do sono.



ATENÇÃO
** As informações acima colocadas tem caráter apenas informativo; não devendo ser generalizado para todo paciente e não dispensando o exame médico oftalmológico para diagnóstico e orientação do tratamento a ser realizada em cada caso.
* As imagens deste site são meramente ilustrativas.

A Clínica de Oftalmologia Cypel está localizada em Pinheiros e próxima do Jardins, Jardim Paulistano, Jardim América, Vila Madalena, Jardim Europa e Sumaré. O acesso até a clínica pode ser feito através das principais vias da região, como Av. Brigadeiro Faria Lima, Av. Rebouças, Av. Brasil ou pela Marginal Pinheiros. Veja como chegar até a clínica de Oftalmologia através do Google Maps

Assessoria de Marketing para clinicas